As Redes Sociais deixam o Rei desnudo.

A oferta de informação é grande o suficiente para que se exercite a própria individualidade sem que haja necessidade de conviver com a opinião do outro.

Na TV 200 canais garantem que não vejamos nada além do que se deseja.

Na Internet se navega por informações que corroborem com nossas opiniões – ou que delas discordam dentro de um limite bem definido.

Cercado de conforto ideológico há quem sequer se mova da poltrona da arrogância, e as escaras da ignorância começam a aparecer quando se é forçado a conviver digital ou pessoalmente com os demais.

Na Era da Informação, embora ela esteja toda aí, Narciso só ama o que é espelho e, portanto, me acordem quando chegar a Era do Conhecimento.

Tolerância… tem mas acabou…

Bruno Accioly