Mudamos de Endereço

Migramos para novo endereço.

Alterem seus "Favoritos"!

http://www.brunoaccioly.com.br/

maio 21, 2007

Portal de Conhecimento do NDPC

Em Janeiro deste ano, a  digitalorientedtechnologies - minha empresa com o Angelo Braga, Cris Dias e Mairus Maichrovicz - resolveu se engajar em uma parceria de cunho social com o Núcleo de Desenvolvimento do Potencial Cognitivo. Mas o que você tem a ver com isso?

...A princípio, nada... mas o projeto é muito interessante, de repente, você acaba se identificando com ele caso analise um pouco mais a fundo a idéia.

Sob as asas do Instituto Pão de Açúcar de Desenvolvimento Humano, o NDPC é uma instituição que aposta no Programa de Enriquecimento Instrumental e na Teoria da Modificabilidade Cognitiva Estrutural para fazer diferença com um programa suplementar de educação para adolescentes com dificuldades de aprendizado.

Embora o projeto do NDPC com o Instituto Pão de Açúcar tenha como alvo crianças carentes, o NDPC vêm trabalhando não só casos educacionais usando o PEI, mas também casos de Síndrome de Down, Doença de Alzheimer e pacientes que sofreram AVC.

Fiquei bastante impressionado com o que vi até hoje do trabalho do NDPC usando o Programa de Enriquecimento Instrumental e acabei resolvendo entrar em um curso Básico, que me habilitaria a aplicar o programa em determinado perfil de mediado.

Não é magia... é Psicopedagogia... é Psicologia Cognitiva... é Auto-Conhecimento... é conhecimento dos processos cognitivos! Cheira a Piaget, mas não é só Piaget... Lembra Vygotsky, mas não é só Vygotsky. O Programa de Enriquecimento Instrumental é uma ferramenta estruturada por Reuven Feuerstein não para um público alvo específico, mas para qualquer indivíduo interessado em ser capaz de estabelecer um maior número de relações entre sua experiência pregressa, eventos presentes e situações que ainda estão por acontecer.

Os instrumentos são muito interessantes e instigantes, apesar de sua aparente simplicidade. Através de um Mediador - aplicador de PEI - o mediado percebe qual é sua natureza na resolução de problemas, passa pela experiência de perceber que resolve todo tipo de problemas da mesma forma, identifica os processos de raciocínio, atitudes e vícios na solução destes problemas e é incentivado a buscar uma equalização de seu comportamento, transformando seus defeitos em qualidades bem dosadas.

Passando pela experiência de aprendizado na aplicação dos instrumentos, fiquei profundamente impressionado com seu potencial de ajudar o indivíduo a entender a si mesmo e toda uma série de importantes conceitos, enquanto absorve extenso vocabulário necessário para a correta compreensão dos processos mentais envolvidos no raciocínio.

Desenvolvemos o Portal de Conhecimento usando a mesma ferramenta usada na construção da Wikipedia, a maior enciclopédia da Internet - constantemente citada aqui no 5arcasmos |v|últiplos. Isso garante constantes atualizações da ferramenta e incentiva os mais de cem cadastrados na comunidade a possibilidade de publicar ensaios, casos clínicos, dúvidas, indicações de livros, discussões acerca de tópicos relacionados, fotos e ilustrações que tornem mais fácil o entendimento de seus artigos por parte de outros mediadores.


Clique na figura para ampliá-la...


O segredo do Portal, contudo, é muito menos a ferramenta que o esmerado trabalho de criação e gestão de conteúdo, feito conjuntamente por todos os Educadores, Mediadores e Profissionais de Saúde - com formação em toda sorte de disciplina além do próprio Programa de Enriquecimento Instrumental - e pela  digitalorientedtechnologies, que é entusiasta do uso da tecnologia MediaWiki para a criação de comunidades do tipo.

O fato é que o custo de propriedade de um Portal de Conhecimento como este, para qualquer outra disciplina, é zero, só envolvendo um pequeno custo de implantação da ferramenta e um reduzido custo de manutenção, hospedagem e gestão de conteúdo.

Usando a mesma tecnologia, é possível gerir conteúdo de um livro feito a quatro mãos, uma pequena enciclopédia técnica acerca de um assunto determinado, todo fluxo de informações de um projeto, a gerência de projetos de qualquer tipo ou, como no caso do Sistema de Saúde do Distrito Federal - que nós também levamos a cabo - a gestão de todo conhecimento granulado na forma de artefatos de desenvolvimento de sistemas e documentação técnica multidisciplinar da área de saúde.

Aos interessados, o Portal de Conhecimento foi ao ar no dia 23 de Janeiro de 2007, e atende somente aos cadastrados, embora seja possível acompanhar seu desenvolvimento através do endereço http://ndpc.subtom.com.br.

Interessados podem pedir seu cadastro através do e-mail: ndpcontato@gmail.com, informando seu nome completo, e-mail e o nome de usuário que deseja (formado pelo nome somado a um sobrenome - ex: "JoaoSilva").

Vale dar uma olhada!

Bruno Accioly

Sarcasmeie você também (1)
Categoria: Ciência

abril 23, 2006

"As Raízes de Todo Mal?"

Sem título, na verdade, em português, "Roots of all evil?" é um magnífico tratado ateísta, comprometido com ideais mecaniscistas que invocam uma Moral independente de Religião, não se furtando a atacar todas as formas de Religião (ou ao menos as poucas formas abordadas no documentário) e oferecer uma alternativa para o que se convencionou chamar nos últimos séculos de "O Sentido da Vida".

Profundamente bem editado, produzido, escrito e dirigido, o documentário "Roots of all evil" é um achado para qualquer leigo crente no ideal Mecaniscista Científico, que abraça uma vida ateísta sem culpas e que tenta justificar a existência de uma Moral para além da tradição religiosa.

O documentário avança sobre a tradição Cristã de forma nunca vista por mim e é um deleite para os espectadores que não suportam a idéia da religiosidade nos tempos modernos.

Feliz na tentativa de mostrar que a Moral independe do pensamento religioso, o documentário instiga o questionamento de postulados milenares e da realidade "opressiva" criada pela Igreja Católica, Protestante e Evangélica.

Como encarnação de Carl Sagan - autor de "Cosmos" - contudo, Richard Dawkins, em minha modesta opinião, deixa muito a desejar, largando de lado o Humanismo e tolerância de Sagan para assumir o Método Científico e as conquistas da Ciência como forma única, determinista e absoluta de entender o Universo, sob o pretexto de que "o conhecimento científico progride e o conhecimento Religioso sequer evolúi".

Sem desejar estragar muito das surpresas e dos incisivos argumentos de Dawkins, posso dizer o seguinte: Se você deseja assumir uma posição, este vídeo pode te ajudar, mas se você quer saber a verdade, sugiro que veja este vídeo com outros olhos.

A verdade é que o que deve ser ensinado nos colégios não é a verdade acerca das coisas, mas a história e os detalhes acerca dos diferentes modelos criados por homens e mulheres - estejam estes modelos na moda ou não.

A Ciência não deveria ter precedência sobre qualquer outro modelo, concebido a partide de qualquer outra Metodologia - Religiosa, Filosófica ou Científica - e, portanto, aprender sobre o postulado Cristão (litúrgico) do Design Inteligente é tão importante quanto aprender sobre a teoria Científica (falsificacionistas) da Evolução.

O que me preocupa, nisso tudo, é que digladiamos acerca de se deve ser ensinada uma ou outra, quando devíamos ensinar ambas e, mais que isso, devíamos ensinar, adicionalmente, Teologia e Filosofia para as próximas gerações - e não apenas Cristianismo ou Ciência.

Afinal, Cristianismo não é a única forma de Religião (muito menos o Catolicismo, Protestantismo ou o Evangelismo) e Ciência não é a única Escola Filosófica!

Sim, porque a Ciência é só mais uma Escola Filosófica! E há muitas outras por aí. Talvez não tão populares mas, com certeza, algumas delas são até muito mais influentes - ainda que o leigo em Filosofia jamais tenha ouvido falar delas.

O "Cientismo", inclusive, foi uma forma muito eficiente de transformar a Filosofia não em sua Mãe-Ideológica, mas em uma filha postiça, através do ato de tornar a Filosofia em parte das chamadas "Ciências Humanas", o que é quase "sacrílego", uma vez que a Filosofia não faz uso do Método Científico!

Richard Dawkins, em seu brutal ataque à Religião, menciona que a Fé - a Crença na Inexistência de Evidência - é uma ameaça ao futuro de nossa civilização, mas ele mesmo menciona que, para uma criança, é importante acreditar nas figuras de autoridade que lhe são apresentadas no início de sua vida.

O Ceticismo, no princípio da infância, pode levar à morte. E isto é um fato interessante, pois aponta para uma questão cuja raíz filosófica é mais profunda do que se imagina: "Questionar a autoridade é importante?", e o interessante desta pergunta é que ela não tem uma resposta simples - ainda que eu sinta um forte impulso em responder que sim (o que é um impulso Liberal de bases Anarquistas herdado da mesma civilização onde você, eu e Richard Dawkins nascemos).

Será, portanto, que é tão imperativo que tentemos suprimir politicamente a Religião? Não seria isso tão inadequado quanto suprimir a Ciência ou, vamos lá, afinal, já suprimimos a Filosofia faz tempo, como coisa arcáica...

O que me parece é que, depois de se acostumar às ferramentas que inventou, o Homem esqueceu-se de como usar as mãos e coisas mais fundamentais como a Filosofia - sua capacidade de fazer senso de seu meio - cairam no esquecimento.

É este o futuro que queremos pra nós? Um reducionismo induzido pelos resultados alcançados por uma única metodologia? Um único pensamento?

Queremos que seja ensinado apenas o que é considerado absolutamente certo, sob as lentes azúis do microscópio que nos tinge o branco de azul?

Uma cultura mais ecumênica, liberal e tolerante perde em mérito para uma cultura absolutista, reacionária e determinista?

Dawkins declara ACREDITAR que a inclinação para um comportamento Moral está embutido em nosso Genoma - claro, sempre ante a citação das suas misteriosas (ou nem tanto) evidências, que também são interpretações do que a Ciência observa em seu entorno, embora nem todos os cientistas concordem - e, em "Roots of all evil?", seu interlocutor, Oliver Curry (London School of Economycs), menciona que a Moral (ou uma Proto-Moral) é anterior à Religião, uma afirmação ousada e instigante, que sugere que há Moral em criaturas "menos evoluídas" que o Ser Humano, como os Chimpanzés.

Talvez, a Religião tome para si - ou para Deus, ou para as Escrituras - a obrigação (ou faça uma tentativa) de codificar a Moral contextual da época através da expressão da Palavra de Deus.

Seja como for, as perguntas estão aí e, a meu ver, são muito mais interessantes que as respostas!

Procure encontrar "Roots of all evils?", veja com seus olhos, interprete com sua mente e tire suas conclusões... se possível, tente tirar mais de uma conclusão, do contrário, você só estará sendo um preguiçoso com pouca imaginação e com a não-rara habilidade de concordar consigo mesmo!


Bruno Accioly

Sarcasmeie você também (4)
Categoria: Ciência